Pesquisa

A teia/rede  abre espaço para diferentes projetos de pesquisa que possam aprofundar as práticas e ensinamentos das 5 curas e trazer benefícios para os povos indígenas envolvidos nos projetos.

A primeira colaboração de pesquisa se dá no contexto do projeto “Inovações sociais rumo a futuros decoloniais” financiado através do programa de fomentação Canadense SSHRC Insight. Essa pesquisa tem por objetivo desenvolver estudos de caso de projetos sócio-educacionais que apontem para horizontes de esperança que vão além dos alicerces da “casa da modernidade” e que considerem tanto a violência histórica, sistêmica, e continua, como a insustentabilidade desta casa.

Nesse projeto dez pesquisadores, sendo sete pesquisadores Indígenas, estão mapeando atividades educacionais em suas comunidades com relação ao marco das cinco curas desenvolvido através desta rede. Este mapeamento oferece exemplos de horizontes de esperança que apontam para além:

      • de formas modernas de organização socioeconómica (capitalismo, socialismo, anarquismo)
      • do Estado-Nação como mediador de relações e identidades
      • da separação entre “homem e natureza”
      • da racionalidade singular e estória única de progresso, evolução e desenvolvimento
      • da mobilidade social como propósito de vida
      • do consumo como modo de relação com o mundo

O resultado da pesquisa – os estudos de caso – serão compartilhados tanto no meio acadêmico quanto entre os povos indígenas envolvidos.

Os desdobramentos desta pesquisa visam o fortalecimento da rede através de intercâmbios de troca de conhecimentos, experiências e práticas, no contexto da busca por alternativas conjuntas que atendam as demandas das crises sociais, econômicas, políticas, ambientais, de saúde, de alimentação, de moradia e de emprego – o que, dentro do projeto, é referido como “colapso da casa construída pela modernidade”.

Um desses desdobramentos através do programa de fomentação Canadense SSHRC Explore visa a criação de uma plataforma educacional entre as comunidades envolvidas para o desenvolvimento de um currículo para vivências educacionais de aprendizado experiencial baseado no marco das 5 curas.

Outro desdobramento é o projeto de intercâmbios entre Indígenas Brasileiros, Peruanos e Canadenses enfocando vivências coletivas baseadas em práticas ancestrais que centram a Terra enquanto metabolismo vivo do qual fazemos parte. Esse desdobramento é financiado pela fundação Musagetes no Canadá.